• Richard Martan Ferrari

Jovem jogador revelado na base do T-Rex assina com universidade do México.



O T-Rex Futebol Americano, novamente, está exportando talentos do futebol americano. Na última semana, foi confirmada a chegada do quarterback Matheus Tahnan Hammes, de 19 anos, para a equipe do Linces México, que é o programa de futebol americano da Universidad del Valle de México, ou simplesmente UVM, localizada na região de Lomas Verdes, na Cidade do México. Este é um passo muito importante, que coloca mais um atleta Rex mais próximo da NFL.


Matheus esteve no México na última semana, onde realizou testes em duas universidades, recebendo oferta de ambas para permanecer como atleta recebendo bolsa de estudos. Sobre os testes, o quarterback destacou o desafio que foi ter um bom desempenho por conta do clima diferente, já que a Cidade do México é localizada a mais de 2 mil metros acima do nível do mar. “Fisicamente os treinos acabaram me cobrando muito, principalmente por conta da altitude. Mesmo assim, consegui desenvolver bem todas as atividades que eles me pediram, fiquei muito feliz, já que treinei para todas as situações e até situações além do que foi necessário e, em todos estes momentos que eu fui avaliado, consegui entregar o que foi pedido e acredito que isso ajudou muito os coaches me olharem de outra maneira” – destacou o jogador.


Matheus esteve em campo pelo T-Rex nos amistosos de 2021 (Foto: Richard Ferrari/T-Rex)

Tahnan revela que esta conquista é a realização de um sonho, que foi idealizado desde que ele conheceu o esporte na prática, participando nas escolinhas do T-Rex no Complexo Esportivo de Timbó. “Foi algo que eu sonhei desde o início. Eu queria jogar no mais alto nível de futebol americano, queria me provar, mostrar que eu sou capaz. Se formos olhar no mundo dos esportes universitários, o college mexicano perde apenas para a principal potência que são os Estados Unidos, então conseguir essa vaga me deixa muito feliz. Para chegar até aqui, trabalhei para isso e tive muita ajuda de todos os coaches que tive durante este período e sempre com a família ao meu lado, o que me deixa mais feliz ainda” – avaliou.


O atleta é mais um moldado no Complexo Esportivo de Timbó, pelos trabalhos das categorias de base do Rex, que ele não deixa de levar em conta como fator para esta chegada ao México. “Acredito que não existe uma palavra para definir o a importância disso. As categorias de base do T-Rex me ensinaram muito como atleta e como pessoa, e acredito que eu consegui mostrar tudo isso lá para os coaches no México. Sem dúvida tudo que aprendi na base foi essencial e fundamental para chegar até aqui”.



Com o contrato assinado com os Linces México e com a bolsa garantida na Universidad del Valle de México, Matheus retornou ao Brasil para regularizar a questão do seu visto de estudante para, depois sim, programar sua ida em definitivo para a América do Norte.


O T-Rex e o México tem uma relação próxima. Nos últimos anos, Matheus é o terceiro jogador que passa pelo time jurássico que acaba chegando ao pais. Em 2018, o wide receiver Ronan Cândido, também revelado no Vale da Morte, foi ao México onde defendeu a equipe dos Burros Blancos, chegando a ser campeão universitário nacional. No último ano, o quarterback Guilherme Guimarrães, que tem duas passagens pelo Rex, foi recrutado pela equipe dos Lobos ULM. Além disso, atualmente o time conta com um representante do México em sua comissão técnica: o coach de defesa, Juan Pablo Terán.

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo