top of page
  • Foto do escritorRichard Martan Ferrari

É TRICAMPEÃO! T-Rex vence Atlético-MG e é o primeiro tricampeão nacional de futebol americano.



Após cinco anos, o T-Rex está novamente no topo do futebol americano nacional. O time timboense sagrou-se Campeão da Liga BFA 2022 ao vencer o Brasil Bowl XI no sábado (19), no Complexo Esportivo de Timbó. O Rex bateu na decisão o time do Galo FA, que representa o Atlético Mineiro na modalidade, pelo placar de 30 a 20. O jogo começou muito antes da bola rolar, com a presença pesada da torcida jurássica no estádio para receber a primeira final nacional da história de Timbó. Cerca de 2 mil pessoas estiveram presentes, empurrando a equipe antes mesmo da bola oval voar no campo do Complexo. Foi uma linda festa que contou com presenças ilustres, como do Prefeito de Timbó, Jorge Kruger, que deu o kickoff para o jogo.


Quando a partida iniciou para valer, a emoção não demorou para chegar. Logo na primeira jogada, o Rex anotou um touchdown no retorno do chute inicial feito pelo Galo. O atleta Gabriel Piola atravessou o campo inteiro para marcar os primeiros 6 pontos.


Todos sabiam que o jogo seria aberto, e muito franco, entre dois dos maiores times do Brasil. E isso se comprovou na jogada seguinte: com o ataque em campo, o time visitante também marcou seu primeiro touchdown com Marcelo Mattos e, com o ponto extra convertido, virou o marcador para 7 a 6.



Deste ponto para frente, as defesas começaram a se impor e mantiveram este placar até o segundo quarto. Foi quando a conexão dos ‘Irmãos Reis’, que tanto deu certo neste ano, novamente foi ativada. Passe do quarterback Romário Reis para o irmão, o wide receiver Marlos Reis, e novos 6 pontos no placar. Após o ponto extra convertido pelo kicker Amilcar, 13 a 07 no marcador.


Antes do intervalo, o Galo FA teve uma longa campanha no ataque, onde a defesa do T-Rex fez um grande trabalho, impedindo o touchdown e forçando o time mineiro a tentar um field goal em uma tarde de muito vento em Timbó, chute que não foi convertido, levando a vantagem no marcador para o intervalo.



Na primeira campanha do terceiro quarto, após boas conexões aéreas, o Galo FA voltou a frente do marcador com o touchdown do americano da equipe Tyren Quinn, 14 a 13 no placar.


O time da casa não demorou para responder e, com o ataque em campo, novamente chegou à endzone com André ‘Nazgul’. A equipe ofensiva do Rex ousou e conquistou mais dois pontos, convertendo o mini touchdown e deixando o marcador do Complexo em 21 a 14.



O time do Atlético Mineiro novamente chegou até o fim do campo do Rex, marcando um touchdown com Bruno Patrus. Na hora do ponto extra, que poderia empatar o jogo, o chute acabou bloqueado pelo time de especialistas jurássico e retornado para 2 pontos pelo atleta Rhuan Pablo, deixando o placar em 23 a 20 e mantendo a posse de bola com o ataque timboense.


Nesta mesma campanha, o Rex aproveitou o momento na partida e deu o golpe final com o touchdown marcado por Fabrizio Nanni. A defesa catarinense conseguiu impedir os avanços da equipe mineira e, com a bola, o ataque do Rex administrou o placar gastando o relógio com muitas corridas, levando o jogo para o final sem maiores complicações.



Após o apito final, a arquibancada do Complexo Esportivo de Timbó foi ao delírio. O quarterback Romário Reis, que lançou para 3 touchdowns na partida, foi eleito o melhor jogador da final.


Com a taça da onça na galeria de troféus, o Rex é o primeiro time brasileiro tricampeão nacional, com três títulos sobre equipes ligadas ao futebol (Vasco da Gama Patriotas em 2015, Flamengo Imperadores em 2016 e Atlético-MG ‘Galo FA’ em 2022).


A CAMPANHA DO T-REX



A caminhada do T-Rex até o título foi invicta, vencendo os oito jogos que disputou. Na primeira fase, o time venceu o Itajaí Almirantes na estreia, jogando em Timbó, por 56 a 0. Depois, teve dois jogos fora de casa, contra Istepôs, vencendo por 40 a 10, e contra o Porto Alegre Pumpkins, com vitória por 47 a 0. O time timboense encerrou a primeira fase jogando em casa contra o Santa Maria Soldiers, batendo o time gaúcho por 49 a 03.


A segunda fase iniciou com a semifinal da Conferência Sul, que é equivalente às oitavas de final nacional. Nesta etapa, o Rex enfrentou novamente o time do Itajaí Almirantes no Complexo Esportivo de Timbó, vencendo a partida eliminatória por 41 a zero. Com esse resultado, a equipe chegou até a final da Conferência Sul da Liga BFA, em que conquistou o título contra o Santa Maria Soldiers, após vencer a decisão por 48 a 0.


Na semifinal nacional rumo ao Brasil Bowl, o quadro catarinense enfrentou o time do Sorriso Hornets, campeão da Conferência Centro-Oeste. Na partida, disputada na cidade de Sorriso, no Mato Grosso, o Rex alcançou a vitória por 28 a 06. Com o resultado de 30 a 20 no Brasil Bowl, o T-Rex fechou o ano com 339 pontos marcados e apenas 39 concedidos, e sem derrotas na temporada.


OS DESTAQUES



O Rex teve vários destaques, ofensivos, defensivos e no time de especialistas. Por isso, podemos colocar como o principal destaque a harmonia e equilíbrio do grupo conduzido pelo head coach Breno Takahashi. Todos trabalhando para o coletivo.


No ataque, o embalo dos irmãos Reis conduziu o time durante a temporada. O quarterback Romário Reis, juntamente com o wide receiver Marlos Reis, somaram dezenas de pontos para o ataque timboense. Durante a temporada, Marlos anotou 10 touchdowns, sendo 3 deles somente na semifinal nacional contra o Sorriso Hornets e um no Brasil Bowl. O jogo aéreo do Rex também teve destaque com o recebedor Piola, autor de 8 touchdowns, e com bons números e jogadas com Pujoni, Murilo e Fabrizio Nanni. O jogo corrido também não pode ser deixado de lado, com os corredores Maranhão, Biteke e André Nazgul.


Outro destaque do setor de ataque é a linha ofensiva que, em toda a temporada, deixou o quarterback ser derrubado no pocket em apenas duas oportunidades, um número excepcional.


Na defesa, o grupo sólido conduzido pelo coach mexicano Juan Pablo Terán, que cedeu menos de 20 pontos até o Brasil Bowl, é o principal trunfo do setor. As interceptações apareceram na temporada do T-Rex, principalmente com o defensor Rhuan Pablo, atleta ex-Galo FA. O misto da experiência de atletas como Ramon Verdugo, Luis Polastri e Paulo Júnior, com a juventude de outros como Caio Nunes, Mustang e Carneiro foi uma fórmula de sucesso.


O time de especialistas também teve papel fundamental neste título, como foi no Brasil Bowl, com um touchdown de retorno de kickoff abrindo o caminho para a vitória. Os chutes de Amilcar Neto garantiram dezenas de pontos para o time jurássico.


Texto: Richard Ferrari/T-Rex.

Commentaires


bottom of page